Um blogue pessoal mas... transmissível

24
Mar 09

 

 

No passado dia 10, a Fox Life estreou a 5.ª temporada de uma das minhas séries televisivas favoritas, "Donas de Casa Desesperadas", com a emissão de um episódio duplo. Esta nova temporada começou com um salto no tempo em relação ao final da anterior e todas as personagens têm agora mais cinco anos. "A ideia do salto no tempo veio dos produtores executivos da série 'Perdidos'. Nós quisemos dar uma nova perspectiva à série para darmos a conhecer cada uma das personagens mais uma vez", afirmou Marc Cherry, o criador da série.


"Donas de Casa Desesperadas" acompanha a vida de cinco mulheres – Bree Hodge (Marcia Cross), Lynette Scavo (Felicity Huffman), Susan Delfino (Teri Hatcher), Edie Britt (Nicollette Sheridan) e Gabrielle Solis (Eva Longoria) – que moram em Wisteria Lane, um bairro suburbano nos Estados Unidos. Com personalidades muito distintas, mas com uma amizade inquebrável, estas mulheres fazem tudo ao seu alcance para estarem de bem com a vida. Tudo começou quando Mary Alice Young (Brenda Strong), vizinha das protagonistas, abandonou o seu lar perfeito, no mais agradável dos subúrbios americanos, e pôs fim à própria vida. Agora, Mary Alice mostra-nos os pormenores escondidos no dia-a-dia da família, dos amigos e dos vizinhos, acompanhando tudo do seu "elevado" ponto de vista.


Nesta 5.ª temporada, Susan tem um novo interesse romântico, Jackson (Gale Harold), mas o seu ex-marido, Mike, ainda se encontra por perto, morando também em Wisteria Lane. A Scavo Pizzeria é agora um restaurante de grande sucesso, e Lynette continua a ser a "super-mãe" de três filhos que atravessam a adolescência. Os brilhantes cozinhados de Bree, que já conhecíamos de outras temporadas, valeram à personagem uma carreira no ramo. Bree é agora uma autora de livros de culinária, e Katherine faz parte da sua equipa. No entanto, Katherine sente-se mal pois Bree é uma estrela e ela não, apesar de terem começado o negócio de culinária juntas há cinco anos atrás. Gabrielle tem duas filhas, um marido cego e um orçamento mensal pouco atractivo, pelo que a pressão familiar começa a afectá-la. Edie, que tinha partido de Wisteria Lane destroçada na quarta temporada, está de regresso com um novo marido, Dave (Neal McDonough) e novos segredos. A não perder todas as terças-feiras, num televisor perto de si.

 

 

 

Queria falar-vos agora da grande novidade trazida pela temporada anterior de "Donas de Casa Desesperadas", com a entrada em cena do casal gay Bob e Lee que se mudou para Wisteria Lane e que veio "apimentar" ainda mais esta trama de sucesso. Tuc Watkins, que interpretou também um personagem gay noutra série televisiva, dá vida ao personagem Bob, um homem calmo que trocou a cidade grande pela tranquilidade de Wisteria Lane e uma vida mais pacata, e Kevin Rahm interpreta o papel de Lee, namorado de Bob. Marc Cherry, que é gay assumido, deu na altura uma entrevista ao site gay norte-americano "After Elton", revelando que os novos personagens, as suas atitudes e os efeitos provocados na vizinhança se baseiam na sua experiência pessoal. Contudo, esta não é a primeira vez que a série aborda o tema. Numa das temporadas anteriores, o jovem Andrew (Shawn Pyfrom), filho de Bree, tem sérias dificuldades em fazer o seu coming out, e na 4.ª temporada o personagem que interpreta alcança outra projecção com a chegada dos novos vizinhos. Nesta 5.ª temporada, pensa até em casar-se com Alex (Todd Grinnell), um médico que no passado participou num filme pornográfico, o que deixa a mãe à beira de um ataque de nervos...

 

Aqui fica um vídeo com os personagens gay Andrew e Justin numa das temporadas anteriores...

 

 

 


20
Mar 09

 

Para descontrair um pouco e servir de aperitivo ao "fim-de-semana futebolístico", deixo-vos o vídeo de um jogo de futebol nudista. Um jogo onde todos estão nus, desde os jogadores, o árbitro, os adeptos e até a polícia... Aqui quem destoa do ambiente geral é o adepto vestido que invade o campo. Assim dá gosto ver um jogo de futebol... Com muita pena minha, o realizador deste vídeo arranjou maneira de não aparecer nenhuma parte íntima para não ofender a "moral" e os "bons costumes". Não havia "nexexidade"...

 

 

 

 


19
Mar 09


The Pains Of Being Pure At Heart é uma banda nova-iorquina que despontou este ano como parte de uma nova geração de "shoegazers". Depois do burburinho na net, conhecem agora a edição física com a apresentação de um primeiro álbum homónimo, pelo qual têm recebido críticas muito positivas em todo o lado por onde têm passado. Na minha opinião, temos aqui uma das grandes revelações de 2009, que me leva a recuar aos tempos em que o "shoegaze" se fundia na perfeição com a britpop. De facto, quem não lhes reconhece incríveis parecenças com os My Bloody Valentine dos primeiros discos? "The Pains Of Being Pure At Heart" é tão simples e puro, que nos deixa exasperados por toda a pop/rock não ser assim. Para ouvir, escolhi "Everything Whit You", uma das faixas do referido álbum.

 

 

 


16
Mar 09

 

Amy MacDonald é uma cantora e compositora escocesa. "This Is The Life" é o nome do álbum de estreia que deu à cantora o primeiro lugar da tabela de vendas britânica. O álbum foi lançado no Reino Unido em 2007 e no ano seguinte no resto do mundo, e já vendeu mais de dois milhões de cópias só na Europa. Desconhecida por terras lusas, a jovem Amy vai fazendo sucesso por terras britânicas e parece que vai actuar na 13.ª edição do Festival do Sudoeste. Por cá, o género folk-country-rock não tem grandes adeptos e apesar de eu também não ser grande fã do género, penso que a rapariga merece uma audição mais atenta. Aqui fica o vídeo do tema "This Is The Life", dedicado a este belíssimo final de tarde!

 

 

 


14
Mar 09

 

Hoje escolhi um vídeo com algumas cenas do filme "O Segredo de Brokeback Mountain" e que de alguma maneira pode ilustrar o anterior post/pensamento. "O Segredo de Brokeback Mountain" é um filme que surpreendeu o mundo com a história de dois cowboys que descobrem a sua homossexualidade no meio de um ambiente hostil. A impossibilidade do encontro amoroso, impedido pela intolerância e pelo preconceito da sociedade envolvente... Ao mesmo tempo, mostra-nos a oscilação entre a aceitação e a negação da homossexualidade pelos próprios personagens. Uma história em que os valores sociais acabam muitas vezes por aniquilar o indivíduo…

 

 

 


12
Mar 09

 

Vem este título a propósito da canção escolhida pela Geórgia para levar à próxima edição do Festival Eurovisão da Canção, que vai ter lugar em Moscovo, e que a organização considera inaceitável por causa da mensagem implícita no título e no refrão da mesma. "We Don’t Wanna Put In" é a mensagem que está na origem da discórdia. A sequência fonética das palavras alude ao nome do primeiro-ministro russo Vladimir Putin e pode ser interpretada em português como "nós não queremos Putin". Confesso que fui um espectador assíduo do Festival Eurovisão da Canção durante vários anos mas, por diversos motivos, as últimas edições têm-me passado ao lado. No entanto, causa-me uma certa impressão que o regulamento do mesmo permita que os países concorrentes possam apresentar-se ao certame com músicas cantadas em inglês. Eu sei que é por motivos comerciais mas torna-se bastante empobrecedor em termos culturais e linguísticos. Aliás, não gostava nada de ver Portugal representado por uma música cantada na língua de sua majestade...
 

Aqui fica o vídeo da canção "anti-Putin" que a Geórgia quer levar ao Festival e que a Eurovisão proibiu...

 

 


11
Mar 09

 

Quando penso em Tina Turner penso também nas qualidades que fizeram desta senhora um símbolo da música pop/rock das últimas décadas: uma personalidade fortíssima, uma voz poderosa, uma inconfundível presença em palco, inúmeros sucessos e espectáculos... Hoje escolhi uma música intemporal, "Missing You", original de John Waite, na versão de Tina Turner, uma das faixas do álbum "Wildest Dreams", editado em 1996. Para quem sente como eu a falta de alguém que ama...

 

 

 


10
Mar 09

 

Amy Winehouse está novamente em apuros, tendo-lhe sido negado mais uma vez o visto de entrada nos Estados Unidos, desta vez para actuar no festival de Coachella, no próximo dia 18 de Abril. Na origem deste impedimento está o facto de a cantora estar a contas com a justiça, por ter sido acusada de agredir um fã durante um concerto de beneficência no passado mês de Setembro. Amy vai apresentar-se em tribunal no dia 17 para responder pelas acusações. Já em Junho, a cantora tinha agredido outro fã no famoso festival de Glastonbury...

Aqui fica o vídeo onde Amy Winehouse, provavelmente "pedrada", empurra e dá um soco num fã durante a sua actuação no festival de Glastonbury. Agora tirem as vossas próprias conclusões...

 

 


09
Mar 09

 

Uma organização israelita de defesa da liberdade de movimento, denominada Gisha, encomendou recentemente um pequeno filme de animação com o objectivo de retratar a situação dramática que se vive na Faixa de Gaza. "Closed Zone" é realizado por Yoni Goodman, o director de animação de "A Valsa com Bashir", um dos filmes de animação mais aclamados no último Festival de Cinema de Cannes.

 

 

 


07
Mar 09

 

Goo Goo Dolls é uma banda de rock alternativo dos Estados Unidos, formada em 1986 na cidade de Buffalo (na altura, intitulados Sex Maggots). Os membros da banda são Johnny Rzeznik (voz e guitarra), Robby Takac (baixo e voz) e Mike Malinin (substituto de George Tutuska na bateria). No final da década de 90, a banda tornou-se bastante conhecida pela música "Iris", integrada na banda sonora do filme "Cidade dos Anjos" e uma das faixas do álbum "Dizzy Up the Girl", editado em 1998.

 

 

 


Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


subscrever feeds
pensamentos que aqui deixaram
Olá!Também entrei hoje oficialmente de férias!=)E ...
Hmmm...simplesmnete o tipo ve a sua realidade ameç...
Que vergonha...só agora reparei que estás de volta...
Boas férias...e boa música.
Não sei se posso dizer que sou um frequentador da ...
Pinguim, ainda bem que gostaste. O tema é aliciant...
Toby, realmente com mentes tão tortuosas só se pod...
J. Coelho, como disse na resposta ao comentário an...
João, claro que o engate é independente dos locais...
Gostei imenso do teu texto.Parabéns! Abraço.
subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO